Mostrando postagens com marcador Zé de Elias. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Zé de Elias. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Os Irmãos MANOEL DE ELIAS e ZÉ DE ELIAS

   Um pouco da História de Manoel de Elias 

  Manoel de Elias Germano Sobrinho, nascido em 2 de Agosto de 1914 em Currais Novos - RN, oriundo de uma família de músicos e irmão do também sanfoneiro Zé de Elias, cantor, compositor, acordeonista, Solista de oito baixos e auto de didata, Manoel de Elias começou a se aventurar na sanfona de 8 baixos aos 5 anos de idade onde ainda jovem mudou-se com a família para Santa Cruz do Rio Grande do Norte. 


  A Habilidade até então do Jovem Manoel de Elias era notável e dos 20 aos 35 anos de idade chegou a ganhar vários festivais de Sanfoneiros, entre esses, em 1952 ficou classificado em 1º lugar  no festival de Sanfonas realizada na rádio Poti de Natal, já no Rio de Janeiro se apresentavam com frequência na Rádio o "Globo" e na TV "Rio" mas ficou conhecido em todo Brasil quando da ocasião realizou uma participação especial da novela Gabriela exibida pela rede globo de televisão no ano de 1975, na cena podemos ver e ouvir Manoel de Elias executar os acordes da música "casamento de Gabriela" onde da ocasião se realizava o casamento da personagem principal da trama "Gabriela" interpretada pela atriz Sonia Braga.


   E quatro anos mais tarde em 1979 Manoel de Elias lançou um Lp pela Aladdin Records onde na faixa 8 podemos ouvir "Casamento de Gabriela" e sem dúvidas o grande Manoel de Elias teve sua fase áurea nos anos 70, e seu álbum mais aclamado foi o álbum intitulado de "A Discoteca do Mané" pela Aladdin Records na época o superlativo dos vinis, o álbum ficou marcado pela tentativa de fusão entre forró instrumental e batida de discoteca, já em 1979 o álbum a Gafieira do Mané e em 1981 o lp Forrocão do Mané ambos pela gravadora Campeiro.


   Manoel de Elias é um curraisnovense ilustre, figura importante e ilustre da história do instrumento de 8 baixos, mestre Manoel faleceu aos 95 anos de idade em uma terça feira 27 de outubro de 2009 no município de Belford roxo Rio de Janeiro vítima de um câncer de próstata..

Um pouco da História de Manoel de Elias 
          
 Zé de Elias ou (José Germano Sobrinho), nasceu em 6 de junho de 1918 em Currais Novos (RN), e se e passou sua infância em Santa Cruz (RN), onde começou a tocar com 10 anos. Seu pai, Elias Germano, tocava sanfona de oito baixos e foi quem iniciou Zé e seus irmãos mais velhos, Manoel de Elias e Sebastião de Elias, neste instrumento. A música da cidade ficava a cargo da família Germano a ponto de Zé declarar: “a orquestra de Santa Cruz era eu e Mané'.”
Em 1944 se transfere para Natal, toca nas principais rádios e viaja por outras capitais do nordeste, já usando acordeon de teclado e 120 baixos. Permanece durante três anos em Fortaleza, trabalhando na Rádio Rural. Na década de 50 passa a tocar acordeon de botões, de 80 baixos, instrumento semelhante às gaitas do Rio Grande do Sul, ou aos acordeons franceses usados pelos músicos parisienses de musette. Em 1962 se fixa no Rio de Janeiro, mas só nos anos 70 grava seu primeiro LP "Álbum de valsas brasileiras" com quatro valsas de sua autoria: Recordando Santa Cruz, Lili, Saudade do Areal e Rosa Mãe. Ainda nos anos 70, convidado por Pedro Sertanejo (pai de Osvaldinhodo Acordeon), grava dois LPs com repertório de sua autoria, onde predominam os forrós: "Lá vai fogo" e "Não brinque comigo". Na década de 80 lança o CD "Forró sem briga" contendo quatro inéditas: Forró esfarrapado, Forró ensaboado, Xote madrugadeiro e Acabou-se a festa.

( Texto  base fole de 8 baixos )



Infelizmente os direitos desses dois discos de alguma forma foram adquiridos pelos parasitas do momento e não o temos mais em nosso canal. 


Já seu último trabalho de 2002 foi adquirido pela séria empresa Acari Records