Mostrando postagens com marcador Trio Nordestino. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Trio Nordestino. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 24 de dezembro de 2019

TRIO NORDESTINO

 História do Trio Nordestino  

   E em uma pesquisa realizada em nosso canal "Forró da Casa Grande" que hoje conta com 53 mil inscritos, o Trio Vencedor na categoria melhor "Trio" foi o Trio Nordestino, com mais de 60% dos votos únicos e hoje traremos um pouco da história desse Grande Trio.

  E sobre esse fabuloso Trio, é bom sempre lembrar de sua formação pioneira que se deu no ano de 1957 como Neném (dominguinhos), Miudinho e Zito Borborema lembrando que  participando esses portanto da patrulha de choque do rei do baião, tendo esses o nome batizado de "Trio Nordestino" por dona Helena esposa de Gonzagão, lembrando que o Trio Nordestino assim como Abdias e Marinês e tantos outros que formavam a patrulha de choque do rei do Baião eram encarregados de abrir e divulgar os shows de Gonzagão, Mas Abdias, Marinês e Dominguinhos disputaram de modo solo inviabilizando assim a continuidade da patrulha de choque forte e talentosa do rei do Baião, enquanto isso nesse meio tempo na boa terra ( Bahia ) Cobrinha (José Pedro Cerqueira) Coroné (Evaldo do Santos Lima) encontravam o terceiro elemento em uma oficina mecânica para então fazerem história e se tornarem conhecidos em todo Brasil desbancando até mesmo os pioneiros pupilos de Gonzagão vencendo essa disputa tanto no gosto popular como nos tribunais no processo pela patente do nome "Trio Nordestino". 

  Já em sua discografia o Trio Nordestino de 1962 até 2018 são computados 42 álbuns de carreira sendo esses 30 lp's e 12 cd's e participando em mais de 40 coletâneas e sobre essas coletâneas sem dúvidas a de maior sucesso foi a "Pau de Sebo" e tendo esses também gravados mais de 10 compactos, dentre as muitas curiosidades do Trio Nordestino e suas inúmeras histórias e relatos em 1969  no Lp "Estamos na Praça" Lindú sofre um acidente automobilístico e fica em resguardo durante quase um ano e sendo esse substituído por seu irmão Zezito sentado em cima da sanfona já em 1970 no lp "No meio das meninas" o grande rit do rit do Trio foi sem dúvidas a música "Procurando Tu" do grande compositor Antônio Barros vendendo mais de 1 milhão de cópias ficando em 2º lugar em vendas no Brasil ficando atrás somente do Lp de Roberto Carlos, e a título de curiosidade as modelos dessa capa são as mesmas da capa do Lp "Amor pra todo lado".

 Até que em 1981 Lindú passa mal durante as gravações do programa "os trapalhões"  e após ser medicado vai para casa onde volta a passar mal, até que no hospital foi diagnosticado um quadro de insuficiência renal até que em 1982 o "Trio nordestino" perde a voz mais bela do seu Trio que já existiu, e com o falecimento de Lindú que se foi deixando ainda inacabado um álbum intitulado "amor pra dar" lançado em 1983 Genaro coloca a voz em 9 faixas e nela sendo obrigado a forçar a voz pois as bases já estavam todas prontas a tonalidade da voz do Lindú, e nos anos posteriores adequou as bases do álbuns a tonalidade de sua própria voz e no ano de 1994 emplacou o sucesso "Neném Mulher" onde conquistou todo o Brasil.