Mostrando postagens com marcador Luizinho Calixto. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Luizinho Calixto. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 30 de junho de 2021

LUIZINHO CALIXTO

    História de Luizinho Calixto

    Nascido em Campina Grande na Paraíba no ano de 1956, Vindo de uma família de instrumentistas da sanfona de 8 baixos. Luizinho Calixto é um dos quatro Irmãos sanfoneiros filho de Seu Dideus, o primeiro deles é Zé Calixto, depois Bastinho Calixto, João Calixto, e o caçula Luizinho Calixto, que começou a tocar sanfona de 8 baixos com apenas 10 anos de idade.

     Chegando a gravar seu primeiro disco, intitulado “VAMOS DANÇAR FORRÓ” pela gravadora Tapecar Luizinho Calixto chegou a tocar ao lado na nata de ouro do forró com nomes como o de  Sivuca, Dominguinhos, Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga, Ainda nos anos 70 Luizinho residiu 06 anos no Rio, depois, retornou a sua terra natal, a cidade de Campina Grande na Paraíba. De lá, para Fortaleza (CE), onde reside desde 1982, casando-se em 1983 sendo esse pai de um casal de filhos. até aqui ao todo são 11 discos gravados entre vinil e cds. Com lastra experiência internacional assim como Robertinho do Acordeon, Cezar do Acordeon e tantos outros.

     Sanfoneiro de 8 Baixos pioneiro em tocar gêneros como tango, bolero, valsa, bossa nova, além de xotes, forrós, frevos, sambas baiões, chorinho e marchinhas juninas. Luizinho hoje se encontra em atividade e sendo esse um defensor aguerrido da continuação do Fole de 8 baixos, no qual sua sobrevivência até aqui devemos muito a esse.

      Tocador também de 120 baixos, violão, cavaquinho e também alguns dos instrumentos de percussão, como zabumba, pandeiro e triangulo, Luizinho Calixto também é compositor e diretor musical, e também ainda coleciona o dom de desenhar se dedicando a arte plástico autor do manual para ensinar interessados, na arte de tocar sanfona de 8 baixos, sendo também palestrante e professor em vários estados do Brasil, Luizinho Calixto segue incansável defendendo nossa cultura raiz Nordestina.


                     

Autor do artigo: Tiago Abrantes de Oliveira